Navio Mestre Simão irrecuperável

0 / 386

O navio Mestre Simão, que encalhou no Porta da Madalena no passado dia 6 de janeiro, é irrecuperável. O anúncio foi feito pela administração da Atlânticoline, numa conferência de imprensa conjunta com a Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas.

Ainda não foram ainda apuradas as causas do acidente, mas é certo que a Atlânticoline irá receber 9,2 milhões de euros pela perda total do navio, montante que, segundo a empresa, será aplicado na compra de um novo barco, que se prevê que possa a estar a desempenhar as funções do Mestre Simão no último trimestre de 2019.

“A Administração da Atlânticoline, com a concordância do Governo dos Açores, optou por promover, de imediato, a construção de uma nova embarcação, similar àquela que agora foi dada como perdida”, sublinhou Carlos Faias, presidente do Conselho de Administração da Atlânticoline.

25.01.2018

 


Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *