BE acusa Governo de errar no processo de quotas leiteiras

0 / 595

14.06.2016

Falta de estratégia, incapacidade de antecipação e a recusa em construir alternativas foram alguns dos reparos apontados pelo Bloco de Esquerda ao posicionamento do Governo Regional face ao fim do regime de quotas leiteiras.

No debate que se seguiu a uma interpelação do BE ao executivo açoriano sobre a situação da agropecuária na Região, na Horta, Zuraida Soares lembrou que “mesmo sabendo, desde 2003, que o regime de quotas iria acabar, direcionaram sempre toda a estratégia e todos os apoios apenas para o aumento da produção, em detrimento do aumento da qualidade”.

“Seria interessante que, hoje, PSD e PS viessem pedir desculpa aos produtores, por aquilo que andaram a defender em 1999 (com Capoulas Santos, do Governo de António Guterres), em 2003 (a primeira assinatura para o fim das quotas, com Sevinate Pinto, do Governo de Durão Barroso) e em 2008 (com Jaime Silva, do Governo de José Sócrates)”, sustentou Zuraida Soares.

Segundo Neto Viveiros, secretário regional da Agricultura e Ambiente, constitui nesta fase um desafio para o executivo açoriano conseguir “canalizar apoios excecionais para uma situação que é extraordinária, sem se desviar do rumo de desenvolvimento estratégico que definiu e tem prosseguido”, ou seja, “apoiar os empresários e industriais agrícolas a enfrentarem com sucesso a crise do escoamento do leite instalada no espaço comunitário, sem hipotecar o investimento no futuro do setor”.


Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *